segunda-feira, 1 de setembro de 2008

O Renault FT-17 Hotchkiss da Hat


Image Hosted by ImageShack
O Renault FT-17 armado com metralhadora

O Renault FT-17 foi o primeiro carro de combate moderno na plena acepção da palavra, incluindo um conjunto de características inéditas que rapidamente foram adoptadas por todos os fabricantes.

Este pequeno carro de combate francês primava pela mobilidade e por ter o armamento principal, que podia ser um canhão Puteaux SA-18 de 37 mm ou uma metralhadora Hotchkiss instalado numa torre giratória, podendo assim fazer fogo em todas as direcções.

O modelo da HaT, integrado na linha "Armourfast" e disponível na versão armada com canhão e na que apenas tem uma metralhadora, é extremamente simples de montar, representando fielmente, ainda que de modo algo simplificado, aquele que terá sido o desenho mais influente na evolução dos carros de combate.


Image Hosted by ImageShack
O Renault FT-17 em tons de sépia

O "kit", fornecido aos pares na mesma caixa, é composto de apenas sete peças, duas das quais formam o casco, outras duas as lagartas, rodas e suspenções, sendo as restantes a torre com a escotilha e a metralhadora Hotchkiss ou o canhão, pelo que a montagem não apresenta quaisquer dificuldades mesmo para um principiante.

Um pouco mais dificil será fazer desaparecer as longas uniões entre as duas peças que formam o casco do veículo e pintá-lo de forma a reproduzir adequadamente os complexos esquemas de camuflagem que os Franceses usavam na época, algo que requer trabalho e alguma habilidade, mas que é essencial para que o resultado final seja positivo.

O resultado final, tendo em conta a simplicidade e o número de peças, é francamente agradável, sendo surpreendente o quão pequeno é o Renault FT-17 quando comparado com os seus adversários alemães ou mesmo com os carros de combate ingleses seus contemporâneos os quais, na verdade, ficaram automaticamente obsoletos com a chegada do pequeno modelo francês.
Enviar um comentário