terça-feira, 9 de setembro de 2008

O StuG III da HaT - 3ª parte


Image Hosted by ImageShack
O StuG-III C modificado a partir do kit da HaT no teatro africano

O modelo da HaT pode servir de base para diversas conversões, sendo a mais simples a que consiste na substituição do canhão de 75mm pelo de 105mm, bastando para tal trocar os canos, mas pode ser utilizado como base para modelos mais difíceis de alterar, como as versões iniciais do StuG, que possuiam um canhão curto numa super-estrutura completamente diferente.

A conversão que foi escolhida foi transformar a versão G da HaT num modelo C, dos quais seis foram foram enviados ao Afrika Korps para serem usados no Norte de África, sendo esta uma operação algo complexa, que só aconselhamos a quem tiver alguma prática, pois implica refazer quase toda a parte superior da miniatura, recorrendo a placas de plástico, pequenos tubos, restos de outros "kits".

O início do processo implica remover as partes laterais da super-estrutura, bem como parte das partes traseira e dianteira, sendo necessário ainda modificar todo o plano superior, completamente diferente e que possui duas escotilhas quadrangulares.


Image Hosted by ImageShack
O StuG-III C na versão usada pelo Afrika Korps em 1942

O canhão de cano curto foi reaproveitado de outro modelo e devidamente modificado, sendo as rodas colocadas na parte lateral, tal como sucedia com os modelos mais antigos dos StuG.

O processo de finalização é em tudo idêntico ao do modelo G, sendo a diferença fundamental o não ter sido aplicado nenhum esquema de camuflagem e, em contrapartida, termos colocado os decalques com as insígnias nacionais e uma bandeira para identificação aérea impressa numa comum impressora de jacto de tinta.

Outra conversão possível, que provavelmente faremos no futuro, é para o SIG-33, um modelo produzido em escassos exemplares que usava o canhão curto de 150mm e se destinava a dar apoio próximo à infantaria, efectuando assim mais um projecto com base num "kit" que permite inúmeras variantes.
Enviar um comentário