sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Catapulta de trincheira - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Catapulta de trincheira e tripulação numa posição preparada

Colocamos um pequeno cilindro no topo do sistema da catapulta, que irá servir de ponto de suporte e enrolamento das cordas, adicionamos uma pequena peça quadrada na parte inferior e uma manivela, usada para armar todo o sistema retesando as cordas que irão projectar a carga explosiva na direção do inimigo.

Finalmente colocamos uma pequena base rectangular na rectaguarda da catapulta e colamos a peça sobre uma base de plástico recortada de uma antiga caixa, na qual serão também coladas as duas figuras da guarnição.

A catapulta foi pintada num primário negro, tal como aconteceu com as figuras, após o que a pintamos em castanho, de modo a imitar a madeira, recorrendo a algumas pinceladas com um tom ligeiramente mais claro e a uma aguada em preto para dar algum relevo e a irregularidade de acabamento deste tipo de construção.


Image Hosted by ImageShack
Conjunto de fotos da catapulta de trincheira e tripulação proveniente dos Canadianos da HaT

Usamos as duas figuras que integram a guarnição do morteiro Stokes incluido no conjunto de Canadianos da HaT, com as cabeças substituidas por umas com máscara anti-gás, feitas por Bruno Arnal, dado que muitas vezes este tipo de catapulta era usada para projectar latas com quimicos destinados a encher de gás as trincheiras inimigas.

A finalização das figuras é a habitual, com a cor principal do uniforme, o castanho, a ser colocado sobre uma base negra através de um píncel quase seco, de modo a não cobrir as áreas mais profundas, após o que fomos pincelando com tonalidades cada vez mais claras, de modo a dar maior enfase aos relevos, e pintamos os detalhes finais, como as mãos, correias ou os óculos da máscara nas cores apropriadas.

Este é um pequeno projecto de fácil realização, que não demora mais do que duas a três horas, do qual resulta uma peça original, talvez mesmo inédita na escala 1/72, e que terá um efeito interessante seja numa exposição, seja num cenário de jogos de guerra, onde poderá haver alguma dificuldade em enquadrar esta catapulta nas regras existentes.
Enviar um comentário