sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Artilharia Indiana da Grande Guerra convertida da HaT - 2ª parte

O primário negro vai uniformizar os vários tipos de plástico, evitando contrastes na pintura e permite esconder pequenas imperfeições, enchendo ainda alguma fissura e expondo falhas que necessitem de ser corrigidas, como ajustes defecientes das peças u contornos pouco naturais.

Segue-se, tal como noutras figuras convertidas a partir do mesmo conjunto, uma primeira pintura, com píncel quase seco usando uma mistura de tintas que incluem um amarelo claro com castanho, qu vai sendo aclarada sucessivamente com branco.

Seguidamente, as faces e mãos, num tom mais escuro que o habitual, recorrendo a uma mistura de castanho e negro, que depois é ligeiramente aclarado com um pouco de branco, após o que usamos a mesma cor para por um ponto nos olhos e voltamos ao negro para pintar bigodes e cabelo.

A seguir pintamos os detalhes, incluindo cintos, sacos, bornais e outros que são feitos em lona e tecido creme muito claro, bem como sapatos, em castanho, e as granadas de artilharia, em dourado, seguindo-se um pequeno furo com um alfinete na zona das púpilas e alguns retoques na face.

Os últimos retoques serão os contornos em negro que delimitarão as várias zonas e darão uma perspectiva de maior profundidade ao conjunto, aproveitando esta altura para dar alguns retoques finais.

As fotografias das figuras finalizadas serão incluidas num texto que incluirá também a peça de artilharia inglesa de 18 libras, proveniente de um conjunto da Emhar, a qual será brevemente descrita em termos de pintura e montagem.
Enviar um comentário