domingo, 25 de janeiro de 2009

Canhão de 75mm MLE 1897 americano da HaT - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Foto do caixão de munições para o canhão de 75 mm MLE 1897 da HaT

Nas fotos podem apenas ver-se três das seis figuras, dado que as restante serão usadas em conversões, nomeadamente para guarnecer um morteiro Stokes, sendo que posteriormente adicionaremos mais algumas ao pequeno grupo que agora manuseia esta peça de artilharia.

Estas figuras que se destinam a guarnecer as peças de 75mm são extremamente úteis se nos lembrarmos que outros fabricantes, como a Emhar, produzem conjuntos com peças de artilharia cuja guarnição e completamente inadequada, caso do excelente modelo do 18 libras que, infelizmente surge acompanhado por figuras que nada têm a ver com o manejo de um canhão.

Desta forma, as figuras sobrantes, caso haja, podem ser convertidas para os mais diversos fins, fornecendo guarnições completas ou parciais, disponibilizando condutores e acompanhantes, servindo de base a conversões ou mesmo a forças de cavalaria, recorrendo, por exemplo, aos cavalos da Infantaria Montada Alemã ou a tantas outras possibilidades que dependem apenas da imaginação de cada um.


Image Hosted by ImageShack
O caixão de munições do canhão de 75 mm MLE 1897 junto de uma ruina da Italeri

A fase final é a de colocar os vários items na base, usando cola de cianolite para colar as figuras, a qual é inicialmente pintada em tons de amarelo, após o que é coberta com cola branca e polvilhada com um misto de pó e de relva electrostática, de modo a obter um maior relevo.

Tal como aconteceu com a versão francesa, optamos por não colar o canhão, podendo assim posicioná-lo dentro da casamata, atrelá-lo a um armão de artilharia, que está previsto por parte do mesmo fabricante, ou colocá-lo na base, rodeado pelas figuras que aí colamos.

Este pequeno cenário pode ser melhorado com alguns acessórios, como pequenos muros, protecções feitas com sacos de areia, armas ou utensílios, de modo a que, mesmo usando-o num cenário de jogo de guerra, os modelos fiquem tão valorizados quanto possível.
Enviar um comentário