sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Falta de espaço não é justificação... - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
O pequeno Renault FT-17 Hotchkiss da HaT

O mesmo cenário pode comportar um veículo ou mesmo um carro de combate de pequenas dimensões, como o Renault FT-17, neste caso uma miniatura da HaT armado com uma metralhadora Hotchkiss, que pode ser apreciado e fotografado em vários angulos com o mesmo fundo usado no caso dos soldados.

Obviamente, entre os tanques o Renault FT-17 é uma excepção dado o seu tamanho reduzido, mas pequenos camiões, como o Thornicroft, veículos ligeiros, reboques, armões ou outros modelos de dimensões semelhantes podem ser enquadrados da mesma forma.

Recorrendo à outra ruina de edifício incluida no mesmo conjunto da Italeri, fotografamos mais alguns soldados portugueses da da 1ª Guerra Mundial, guarnecendo uma metralhadora pesada Vickers convertida para funções anti-aéreas, pelo que tivemos de transformar algumas figuras.


Image Hosted by ImageShack
Uma metralhadora pesada anti-aérea com guarnição portuguesa

Apesar de a Italeri oferecer na sua gama diversos conjuntos com ruinas, muros, sacos de areia e outros items normalmente presentes nos campos de batalha, continua a haver uma certa falta de variedade, que poderia incluir bases com relevo e algum tipo de protecção, adequados a peças de artilharia ou armas de apoio, bem como bases para infantaria, com algum tipo de ruina que permitisse a sua manipulação sem tocar nas figuras, sempre frágeis e passíveis de serem danificadas.

Espera-se que algum fabricante, para além de conjuntos específicos, como apenas com sacos de areia, que são úteis nas mais diversas situações, venha a produzir pequenas bases com ruinas ou outro tipo de peças que, para além da sua função inicial, evite manipular modelos, permitindo que estes sejam movidos através de um qualquer relevo que facilite o seu acesso.

Realizar pequenas maquetes ou cenários pode não implicar mais do que uma dezena de centimetros vaga numa qualquer prateleira e, para além de constituir um elemento decorativo interessante, é uma forma de individualizar e valorizar os modelos nele incluidos.
Enviar um comentário