domingo, 29 de março de 2009

O "Kastelburg" da Faller - 4ª parte


Image Hosted by ImageShack
O castelo após realçar as fendas entre as pedras

A Faller incluiu duas saquetas com imitação de vegetação, tendo-se optado por utilizar apenas a de cor verde, em posição vertical na zona das paredes, e uma mistura de pó, relva electrostática e pequenas pedras nas superfícies horizontais, sobretudo junto das paredes.

Recorremos a cola branca, tal como habitualmente, para fixar a vegetação, sendo que esta vai sendo posicionada de modo a, por um lado, reforçar as zonas de colagem e, por outro, a ocultar algumas imperfeições que tendem a surgir em modelos desta dimensão e feitos num material demasiado flexível para o nosso gosto.

Este processo pode ser efectuado, com vantagem, após colar o castelo numa base, não apenas por uma questão de solidez, mas também para melhorar o acabamento junto da parte inferior das paredes exteriores, que assim assentaram perfeitamente no chão.


Image Hosted by ImageShack
Vista superior depois de retocado através de técnica de pindel seco

Aconselhamos uma base com pelo menos 40 por 30 cm, na qual será colocada o castelo, mas que poderá ser posicionada sobre uma segunda base, de maiores dimensões, que seria modelada de modo a que o passadiço incluido pudesse ser utilizado.

Este castelo é um modelo extremamente flexível, que pode ser utilizado com figuras desde a Idade Média, altura em que foi construido, mas que pode ir até aos dias de hoje, como se de uma vulgar ruina se tratasse, podendo, neste caso, estar presente em inúmeros dos conflitos existentes na Europa.

Este modelo, actualmente fora de produção mas que ainda se encontra nalgumas lojas de modelismo e no EBay, merece uma atenção especial por todos quantos apreciem a Idade Média e pretendam realizar um cenário complexo e original que também poderá servir de base a jogos de guerra.
Enviar um comentário