sexta-feira, 6 de março de 2009

O Mk IV "Male" da Emhar - 3ª parte


Image Hosted by ImageShack
Instruções de montagem do Mk IV "Male" da Emhar

Nesta altura, teremos o Mk IV completo, com excepção dos suportes laterais dos canhões, sendo de optar se queremos usar as peças originais, assumindo os erros de que estas enfermam, ou se adquirimos os substitutos da Matador, que custam perto do valor do "kit" da Emhar.

Caso a opção seja pelos suportes originais, estes são extremamente simples de montar, bastando colar a peça traseira, de modo a que o suporte fique completo, após o que colamos o cano da peça no seu suporte, preferencialmente após abrir um pequeno orifício que representará a boca do canhão.

Para completar os suportes basta colar os canhões nas respectivas posições e as metralhadoras laterais nos locais marcados nas faces laterais, podendo-se colar os conjuntos ao corpo do tanque, de forma defenitiva ou temporária conforme o tipo de cola escolhida.


Image Hosted by ImageShack
O Mk IV "Male" da Emhar com as faixas de identificação pintadas à mão

A pintura deste modelo é igualmente simples, podendo-se usar um tom acastanhado ou esverdeado sobre um primário preto, após o que usamos a técnica de píncel seco e uma mistura com um pouco de branco para realçar os detalhes, pincelando ligeiramente as zonas mais salientes.

Nesta fase deve-se escolher se deixamos o modelo numa única cor ou se recorremos a um dos numerosos padrões de camuflagem que os Ingleses adoptaram durante a Grande Guerra, que de início normalmente incluem tons de castanho escuro, amarelo areia e contornos a negro, mas que acabaram por ser bastante simplificados com o passar dos meses.

Seguidamente, pintam-se os detalhes, como os escapes e lagartas num tom de castanho avermelhado, que servirá igualmente para dar pequenos retoques em zonas mais expostas aos elementos, e as armas, em negro metalizado, que poderá também ser usada em parafusos, molas e outras peças que fiquem mais polidas, como os relevos das lagartas.
Enviar um comentário