quarta-feira, 1 de abril de 2009

Arame farpado da Antenociti - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
O arame farpado da Antenociti diante de uma posição

Seguidamente, usamos um pouco de cola branca, colocada em redor de cada estaca, polvilhando com a mesma mistura de pó, erva e pequenas pedras usadas no restante cenário, ocultando pequenas imperfeições que sempre surgem neste tipo de operação.

Após secagem, pode-se colocar o arame em posição, sendo que este tipo de estacaria permite inúmeras variantes, todas elas usadas durante as Guerras Mundiais, tendo-se optado por três filas paralelas e duas outras na diagonal,que vão unir o topo de cada estaca com a parte inferior das que lhe são adjacentes.

Aconselhamos a enrolar o arame em torno do suporte e a usar o método de passagem que obrigue ao mínimo número de cortes possível, de modo a aumentar, dentro do possível, a resistência do conjunto.


Image Hosted by ImageShack
O arame farpado integrado num cenário da Grande Guerra

Inevitavelmente e independentemente do cuidado a ter, a maior parte da pintura das estacas terá que ser retocada, dado que a fricção do arame irá arrancá-la, pelo que será de prever esta situação logo de início.

Também será necessário usar cola instantanea para evitar que o arame deslize ao longo das estacas, pelo que aconselhamos a usá-la antes dos retoques finais, evitando assim uma duplicação do trabalho a ter.

O aspecto final desta reprodução de arame farpado, feita cuidadosamente de modo a não magoar os dedos, é suficientemente convicente e o preço de cinco Euros, já incluindo portes, por outros tantos metros parece-nos justo e não encarece especialmente nenhum dos projectos em que este produto é aplicável.
Enviar um comentário