sexta-feira, 15 de maio de 2009

Forças coloniais britânicas no Egipto e Sudão - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Um conjunto de infantaria e artilharia inglesa da HaT

Todas estas figuras são compatíveis, apenas com alguns pequenos problemas quanto à estatura um pouco exagerada dos modelos da Waterloo 1815, que podem ser algo toleradas no caso das que representam ingleses, mas que resultam demasiadamente altas quando reproduzem os soldados egípcios, que nos finais do século XIX não tinham uma altura de perto de 1.80 metros.

Será a descrepância de alturas, que acaba por ser algo relevante, bem como um estilo ligeiramente diferente que pode levar a evitar usar as figuras da Waterloo 1815 salvo para representar alguns oficiais ingleses, para os quais uma estatura superior ao normal seria possível apesar de excepcional.

Em contrapartida, as figuras de militares ingleses e egípcios montados em camelos estão perfeitamente integradas com os restantes conjuntos da HaT destinados a esta campanha, podendo ainda servir como base de uma força de cavalaria montada em cavalos, reproduzindo assim outras unidades que também estiveram presentes.


Image Hosted by ImageShack
Um conjunto de ingleses convertidos da HaT

Um complemento interessante são as locomtivas e vagões produzidos, por exemplo, pela Airfix, as quais podem-se socorrer de figuras bastante genéricas, com um fato-macaco e um boné em tom acastanhado, que acaba por ser uma indumentária usada pelos ferroviários ao longo de décadas.

Após longos anos em que apenas recorrendo a dispendiosas figuras em metal se podia reconstituir estas campanhas, torna-se agora possível construir um pequeno e variado exército por um preço módico, ficando a faltar, sobretudo, figuras dos nativos que enfrentaram o Império Britânico e causaram diversos dissabores até serem finalmente derrotados.

Com os lançamentos anunciados e mesmo com o reforço de algumas peças destinada à Grande Guerra originárias dos fins do século XIX, esta é uma época que começa a ser representada, algo há muito devido sobretudo se nos lembrarmos que destas campanhas resultaram inúmeros dos actuais países independentes, sobretudo em África e na Ásia.
Enviar um comentário