quarta-feira, 20 de maio de 2009

O Mk A Whippet da Emhar - 3ª parte


Image Hosted by ImageShack
O Whippet da Emhar após finalização da montagem

Após envernizar o modelo, torna-se necessário um conjunto de retoques que incluem uma aguada, que vai eliminar alguns restos de brilho do próprio verniz e pequenas linha em negro na zona das viseiras e em redor de algumas superfícies, de modo a que as zonas de transição sejam mais visíveis.

Seguidamente usa-se tinta castanha para dar uma aparência de sujidade de terra, sobretudo nas lagarta e zonas inferiores, alguma ferrugem espalhada por locais mais expostos e um pouco de negro perto da saída dos escapes, onde os resíduos se tendem a acumular.

Os mais exigentes podem, ainda, acrescentar as caixas de transporte ou alguns detalhes extra que vêm incluidos no conjunto da Matador, mas esta é uma opção que encarece muito substancialmente o modelo, pelo que sugerimos aos mais experientes construir estas pelas adicionais recorrendo a peças sobrantes de outros "kits" e a placas de plástico que podem ser adquiridas por um valor francamente baixo.


Image Hosted by ImageShack
O Whippet junto de um Mk V, sendo óbvio o contraste do desenho

O Mk A Whippet é, indiscutivelmente, o melhor modelo desta série da Emhar, batendo quer os Mk IV, quer o A7V em termos de facilidade de contrução e de correcção de linhas, em parte devido ao molde de múltiplas partes, mas também como resultado de um trabalho de investigação que, não estando isento de falhas, não resultou em erros flagrantes, como aconteceu com os suportes laterais do Mk IV "Male".

Comparando com os Mk IV ou com o Mk V que convertemos, o "kit" do Whippet representa, manifestamente, um passo em frente em termos de engenharia, mas faltam algumas características pelas quais estavamos dispostos a pagar um pouco mais, como escotilhas e portas que se pudessem colocar na posição de abertas e os guarda-lamas opcionais que alguns veículos reais possuiam e faltam neste modelo como forma de obter alguma poupança.

Este é um modelo interessante, extremamente fácil de montar e pintar e com potencial para ser melhorado, constituindo uma excelente base mesmo para os modelistas mais exigentes, com possibilidade de representar alguuns dos carros de combate que participaram nalguns dos primeiros duelos entre forças blindadas da História, que aconselhamos aos colecionadores interessados no período da Grande Guerra.
Enviar um comentário