sábado, 23 de maio de 2009

A quinta da batalha de Waterloo da Airfix - 2ª parte


Image Hosted by ImageShack
Os blocos da quinta da batalha de Waterloo da Airfix

O primeiro passo consiste em construir os principais blocos, correspondente aos vários edifícios que compoem a quinta, colando as peças com cola intantânea, mas deixando de fora os telhados, que serão pintados à parte.

Seguidamente, dado que estamos diante de uma área algo subtancial a pintar, usamos um "spray" de primário da Tamyia em cor cinzento claro, que servirá de base a uma pintura que correponderá à textura que pretende representar telhas e paredes em tijolo.

Apesar de trabalhoso, a opção é a de recorrer à técnica de píncel seco, de modo a que as reentrâncias das paredes se mantenham na cor original, optando por ir pincelando com branco para cobrir as paredes da quinta sem ocultar o cinzento de base.


Image Hosted by ImageShack
Um dos edifícios que formam a quinta da batalha de Waterloo da Airfix

Um processo semelhante, mas com cinzento médio é usado para os telhados, enquando os telheiros e as diversas portas em madeira são pintados em castanho, sendo de ter em conta que muitas destas superfícies podem ser vistas mesmo depois de concluido o modelo, razão pela qual devem ser pintados do lado interior.

Nesta fase podem-se colar os telhados sobre as paredes dos edifícios, usando cola instantânea, bem como as chaminés de um dos módulos, cuja saída de fumo de ficar em negro, podendo ser ligeiramente obscurecida de modo a repoduzir o efeito de fuligem.

Só depois de pintar os módulos principais, sem os retocar, estes serão colados, dando assim origem à quinta no seu formato final, passando-se então à fase de retoques que inclui, essencialmente, os recessos entre os tijolo e a cobertura do telhado e algumas pinceladas num tom mais claro para realçar o contraste.
Enviar um comentário