sábado, 27 de junho de 2009

O Land Rover Série 2 109 "Pink Panther" da Tamiya - 3ª parte


Image Hosted by ImageShack
O Land Rover Série 2 109 "Pink Panther" da Tamiya

Pode-se, seguidamente, pintar os elementos da equipagem num dos padrões de DPM usados pelo Exército Inglês, que pode ser baseado em verde, o mais comum, ou em tons de amarelo, muito usados em territórios do Norte de África, podendo os padrões serem vistos nas instruções do "kit" ou através de uma pesquisa na Internet.

Podem ainda ser adicionados desde "jerry-cans" a armas individuais, passando por ferramentas, redes de camuflagem ou outros acessórios, dando maior interesse ao modelo, mas sem cair em exageros e lembrando que não pode haver uma sobrecarga que retire a practicabilidade ao veículo.

Na fase final, sujamos o modelo com tons de amarelo escuro e de castanho, imitando lama e pó, algo de bastante comum nestes veículos a operar em territórios desérticos e adicionamos mais alguns items, como os pequenos mapas recortados de uma velha agenda.


Image Hosted by ImageShack
O Land Rover Série 2 109 "Pink Panther"

Como nota final queremos acrescentar que construir um "Pink Panther" na escala real não é uma aventura impossível para quem possuir ou conseguir obter um Land Rover Série 2A com o chassis longo e estiver disposto a dar-se a algum trabalho.

Os veiculos originais, para além de terem toda a parte superior removida, incluindo portas e o para-brisas, recebiam depois um conjunto de items que, com excepção do armamento, podem ser obtidos no mercado ou construidos com alguma facilidade, sendo apenas mais complexa a questão de poder circular com o veículo após modificado dada a ausência de alguns equipamentos de segurança.

No entanto, para a esmagadora maioria, para quem o "Pink Panther" será na escala, o modelo da Tamiya é uma excelente opção, podendo outros, noutras escalas, serem modificados com alguma facilidade.
Enviar um comentário