sexta-feira, 3 de julho de 2009

As armas pesadas ANZAC da Grande Guerra da HaT - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
A grelha das armas pesadas ANZAC da HaT com primário e pintura inicial

A Austrália e a Nova Zelândia, como parte do Império Britânico, viram-se envolvidas na Grande Guerra, tendo contribuido com forças militares em diversos cenários, com especial destaque para a desastrosa acção em Galipoli e, com sucesso, no Médio Oriente.

A força expedicionária enviada por estes domínios da Coroa Britânica era denominada por ANZAC, abreviatura de "Australian and Neo Zealand Army Corps" e integrava desde infantaria e artilharia até à célebre cavalaria ligeira ou "Light Horse".

Como complemento dos conjuntos de infantaria, lançado há alguns anos e da cavalaria ligeira, cujo lançamento foi adiado devido a problemas de fabrico, a HaT apresentou recentemente um conjunto de armas pesadas de apoio, muito semelhante à versão inglesa que apresentamos recentemente.


Image Hosted by ImageShack
O reverso da grelha das armas pesadas ANZAC da HaT com primário e pintura inicial

O formato deste conjunto é muito semelhante ao inglês, incluindo as metralhadoras Vickers e Lewis, um morteiro Stokes, com as respectivas guarnições, e um atirador com lança-granadas, para além de um oficial.

As próprias poses, com excepção da troca do "sniper" existente no conjunto inglês pelo atirador com lança-granadas e a pose do oficial, são praticamente idênticas, com pequenas diferenças de pormenor a nível do fardamento e equipamento, sendo a mais visível a substituição do capacete pelo típico chapéu australiano.

Queremos lembrar que o morteiro Stokes não estava disponível no início do conflito e que não foi entregue a tempo da campanha de Gallipoli, pelo que deve ser substituido ou omitido caso se pretenda reproduzir esta operação onde o ANZAC se celebrizou.
Enviar um comentário