segunda-feira, 27 de julho de 2009

O StuH 42 da HaT - 4ª parte


Image Hosted by ImageShack
O StuH 42 da HaT com a pintura e padrão de camuflagem

Após a aplicação da camuflagem, é necessário retocar as zonas amareladas e, sobretudo, as em negro, como os rodados, de modo a que estes sejam redefenidos, podendo-se acrescentar alguns pequenos detalhes, como o negro de algumas aberturas ou da junção de paineis.

Também se pode nesta altura proceder à pintura das lagartas, em tom de ferrugem, com algumas partes mais salientes em metal polido e colocar alguma sujidade na parte inferior do chassis, após o que colamos as peças com os rodados, os escapes e o cano da peça.

Fica, assim, a faltar apenas colocar as protecções laterais, podendo-se optar por usá-las intactas, tal como vêm de origem, ou remover um dos segmentos, algo que acontecia com frequência em combate quando estas eram atingidas por impactos mais potentes.


Image Hosted by ImageShack
O StuH 42 da HaT já finalizado

Caso se opte por esta última solução, a nossa proposta vai no sentido de remover um dos segmentos interiores e colar uma estreita tira em plástico no interior, que irá representar o sistema de suspensão no qual eram penduradas estas placas de protecção lateral.

O StuH 42 da HaT é, essencialmente, um StuG III G do mesmo fabricante no qual foram introduzida pequenas modificações e adicionadas um par de peças, pelo que tudo quanto anteriormente dissemos acerca do modelo original se aplica aqui.

Este modelo, continua a ser um "kit" muito simplificado destinado a um mercado específico, sem com isso deixar de estar correcto em termos de linhas e permitindo uma finalização compatível com outras alternativas de construção mais complexa.
Enviar um comentário