quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Abrigos de artilharia francesa


Image Hosted by ImageShack
Imagem publicada na Ilustração Portugueza

Sinónimo da Grande Guerra, a artilharia e o que com ela está relacionado merece uma especial atenção pelo papel que desempenhou neste conflito e pela impressionante percentagem de baixas resultantes da sua acção.

Na foto publicada a seguir ao Inverno de 1914-15 pela Ilustração Portugueza é visível o abrigo improvisado numa floresta do Alto Mosa no qual se encontram peças de artilharia francesas, protegidas dos elementos e camufladas pelo tom branco da construção que se confunde com a neve que a rodeia.

Tipicamente, estes abrigos tinham uma abertura estreita na parte da frente, que podia ser fechada, e uma mais larga atrás, por onde se pode fazer entrar ou sair a peça, bem como munições e as próprias guarnições.

Posições mais provisórias, como esta, não ofereciam protecção contra o fogo inimigo, mas em zonas de neve e gelo era muitas vezes impossível construir algo mais defenitivo dado que as dificulades de cavar o solo gelado eram enormes e a possibilidade de o abrigo ficar inundado bastante elevada.

Era típico haver sentinelas junto destes abrigos, algo que é patente noutras fotos da época, sendo esta opção mais protocolar do que baseada em razões operacionais, pelo que era expectável ver um soldado, com equipamento de Inverno, diante dos abrigos.

Apesar de não ser visível nenhuma peça de artilharia, esta foto ajuda a entender o modo de construção dos abrigos e a sua reprodução por parte dos modelistas interessados neste tema.
Enviar um comentário