domingo, 25 de outubro de 2009

Soldados portugueses de partida para África


Image Hosted by ImageShack
Imagem publicada na Ilustração Portugueza

Até à mobilização e envio para França do que seria o Corpo Expedicionário Português e o menos conhecido Corpo de Artilharia Pesada Independente, o principal esforço militar centrou-se em África, onde prestaram serviço perto de 50.000 militares.

O envio de contingentes era precedido de uma parada, com entrega do estandarte da unidade e apresentação dos efectivos, a que se seguia um rápido envio por via marítima para o teatro de operações.

Na fotografia publicada na Ilustração Portugueza em 1915 pode-se ver parte de um destes contingentes durante as cerimónias antes do embarque, sendo patente a diferença e a falta de uniformidade nas fardas dos escassos oficiais presentes.

Seria exactamente a falta de graduados, sobretudo de oficiais, muitos dos quais conseguiam evitar a mobilização, que tornavam menos eficazes as forças portuguesas, onde a falta de enquadramento resultava numa óbvia sensação de abandono por parte dos soldados.

No entanto, ao contrário dos militares enviados para França, os que seguiam para África sentiam um maior espírito patriótico, considerando que defendiam parte do território nacional, ao contrário dos que combatiam num país estrangeiro, numa guerra que para a maioria não fazia qualquer sentido.
Enviar um comentário