terça-feira, 13 de outubro de 2009

Verniz e polimento


Image Hosted by ImageShack
O verniz da Pactra, "polish" da Redex e o Land Rover da Britains já polido

Mesmo que não seja a opção estética pretendida, muitas vezes surge a necessidade de equacionar proteger uma miniatura mais frágil, seja devido a pintura, seja porque aplicamos decalques ou outros detalhes que podem ser afectados pelo manuseamento.

A opção de envernizar um modelo, no entanto, não pode ser tomada de animo leve, pois uma camada de verniz adequada para efeitos de protecção tende a ser espessa e ocultar alguns detalhes, podendo mesmo resultar numa certa irregularidade, que tende a traduzir-se por superfícies ligeiramente onduladas.

Por outro lado, se em modelos de acabamento em cores brilhantes uma camada de verniz pode passar mais desapercebida, quando a cor final é fosca o feito pode ser o de dar um certo brilho ou transparência, algo que, a acontecer, tira o realismo e diminui a qualidade do modelo.


Image Hosted by ImageShack
O verniz da Pactra, "polish" da Redex e o Land Rover da Britains já polido

Como forma de recuperar a regularidade da pintura e obter uma finalização mais uniforme sobre verniz de esmalte, sugerimos o uso a um "polish" ou massa de polir usado nos automóveis, recomendando que se opte por aquele que for menos abrasivo, de modo a evitar danos na superfície envernizada e, o que seria ainda mais grave, no que esta protege.

Também é aconselhável esperar pelo menos uma dúzia de horas, embora recomendando um dia inteiro, antes de proceder ao polimento do verniz, sobretudo no caso de camadas mais espessas, as quais podem demorar mais tempo a secar, algo que nos dias húmidos e frios de Inverno sofre um novo atraso.

Decidir envernizar ou não será sempre uma opção pessoal, a ser tomada caso a caso, com vantagens e desvantagens, mas no caso de miniaturas que serão manipuladas, como as que são usadas em jogos de guerra, ou que fiquem expostas sem protecção em locais onde o pó se tenda a acumular, o nosso pendor vai no sentido do envernizamento.
Enviar um comentário