segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Cavaleiros da Planeta de Agostini - 1ª parte


Image Hosted by ImageShack
Alguns cavaleiros da Planeta de Agostini

A evolução do armamento da cavalaria durante o primeiro milénio da nossa era não foi revolucionária, com as espadas longas, em vários modelos e as lanças a serem as armas mais utilizadas, complementadas com alguns modelos de maças de armas.

O uso de armas de projecção, como arcos e bestas era habitual em diversos povos de Leste ou das estepes, mas invulgar entre os guerreiros da Europa Ocidental, que preferiam usar a cavalaria como arma de choque.

Em contrapartida as protecções evoluiram substancialmente, com as armaduras de lamelas a passarem para cotas de malha e depois para a inclusão de cada vez mais elementos em placas metálicas que, posteriormente, cobririam completamente o cavaleiro.


Image Hosted by ImageShack
Alguns cavaleiros da Planeta de Agostini

O uso de escudos, decorados com brasões das casas ou ordens religiosas e militares que os guerreiros serviam eram de vários formatos, com o modelo redondo a dar lugar a um mais oblongo e ao conhecido modelo de aspecto triangular, com os lados mais compridos arredondados.

Relativamente aos cavalos, com excepção das decorações, que podiam variar substancialmente, sobretudo com a adição de xaireis, os arreios não variaram muito ao longo de séculos, pelo que os modelos dos cavalos podem ser usados com bastante flexibilidade.

A falta de miniaturas a baixo preço, em plástico, que reproduza cavaleiros ou guerreiros medievais levou-nos a fazer alguma pesquisas e subsquentes experiências, recorrendo a diversas figuras em várias escalas.
Enviar um comentário