segunda-feira, 28 de junho de 2010

Couraceiros franceses da Esci - 1ª parte

Image Hosted by ImageShack
As 4 figuras montadas dos couraceiros franceses da Esci

Quando foi lançado em 1990, o conjunto de couraceiros franceses da Esci, mais tarde reeditado pela Italeri, foi considerado o melhor realizado nesse ano, ganhando o troféu da revista alemã "Modell Fan", superando em muito as antigas figuras da Airfix, as quais tinham largos anos.

Para além da excelente qualidade esculptórica, o rigor histórico destas figuras também é de realçar, não se verificando quaisquer erros nos detalhes, os quais pecam apenas por a lâmina das espadas ser algo curta, podendo, no entanto, ser substituida pelos mais puristas ou exigentes.

Dado que três das quatro figuras montadas possuem o mosquete de cavalaria adoptado em 1812, a menos que este seja removido, será para o período que vai desde esse ano até 1815 que este conjunto será mais utilizável, mas o mesmo encerra outras potencialidades.

Image Hosted by ImageShack
Duas das figuras montadas dos couraceiros franceses da Esci

A França usou couraceiros, com uniformes semelhantes, até 1914, ano inicial da 1ª Guerra Mundial, sendo que as diferenças são escassas, sobretudo a nível do comprimento da casaca, das botas e, naturalmente de espingarda, devendo os capacetes serem tapados com uma cobertura em cabedal.

Assim, este conjunto poderá ser utilizável ao longo de um século, incluindo, para além dos conflitos mencionados, outros de relevo, como a Guerra na Crimeia ou a Guerra Franco-Prussiana, onde a cavalaria ainda teve um papel de relevo.

Com apenas quatro posições para os cavaleiros e duas para os cavalos, a que acresce uma figura apeada a segurar um cavalo, este conjunto tem aqui a sua principal fraqueza, mas será, no restante, um dos melhores que surgiram e, passada uma vintena de anos, mantém-se perfeitamente actual.
Enviar um comentário