sábado, 19 de junho de 2010

O PzKfW VI B King Tiger da Esci - 2ª parte

Image Hosted by ImageShack
O PzKfW VI B King Tiger da Esci

Oviamente, a montagem das lagartas bem como do complexo sistema de rodados do KoenigsTiger é a parte mais complexa da montagem do modelo, sendo que após a conclusão da parte inferior da carroçaria grande parte do trabalho está concluído.

Nesta altura convém pintar as figuras da tripulação, que incluem a parte superior do condutor e operador de rádio e da metralhadora frontal e o comandante, caso a opção seja a sua inclusão no modelo.

Os uniformes dos tripulantes de carros de combate alemães normalmente eram negros, mas na fase final da guerra começaram a surgir variantes em tons de cinzento esverdeado ou mesmo camufladas, de corte mais simples do que as versões iniciais.

Image Hosted by ImageShack
O PzKfW VI B King Tiger da Esci

As figuras incluidas podem, obviamente, ser pintadas em qualquer padrão, mas é nítido que foram modeladas segundo o corte do uniforme inicial, em negro, sendo esta a opção mais fácil e mesmo a que mais contrasta com os tons da camuflagem do carro de combate.

Se a figura do comandante pode ficar para o fim, as restantes devem ser posicionadas nas bases e estas no modelo antes do casco ser colado, após o que podem surgir problemas de posicionamento e uma maior pressão pode levar a que os suportes descolem, sendo depois difíceis de reposicionar.

Com a metralhadora frontal, que fica móvel, instalada, bem como as escotilhas faróis e outros pequenos detalhes, o corpo do tanque fica concluido, sendo depois de colocar os longos guarda lamas, os quais podem ser seccionadas de modo a serem retirados segmentos perdidos em combate.
Enviar um comentário