segunda-feira, 29 de junho de 2015

Figuras na escala 1/32 em bases da "Games Workshop" - 2ª parte

Uma forma simples de aumentar a dimensão de uma base, sem que destoe das restantes, é cortar uma base em duas, ficando com dois semí-círculos, adicionando uma simples secção central, em forma rectangular, com uma largura de 5 centímetros e um comprimento de 4, resultando numa superfície com o comprimento suficiente para uma figura em posição deitada.

Selecionadas as dimensões de base adequadas às figuras, podendo ser de 4 ou 5 centímetros, para figuras na escala 1/32, a opção, no caso das bases da "Games Workshop", que têm uma altura de 3 milímetros, tem sido a de começar por pintar a superfície superior em cor de areia e as laterais, que será a zona mais manipulada, em negro, no fundo, a sua cor de origem, do que resulta que pequenos danos na pintura não serão notados.

O facto de as bases da "Games Workshop" terem alguma altura, resultante das paredes laterais, tem a vantagem de permitir uma muito mais fácil manipulação da figura, mas as implicações estéticas não são consensuais, tendo ainda o inconveniente de aumentar a altura do conjunto e, naturalmente, de as tornarem mais dispendiosas do que modelos mais simples, que basicamente são planos, apenas com a altura correspondente à espessura do material.

Caso se pretendam adicionar alguns elementos, com destroços, equipamentos, vegetação ou outros, esta é a altura de os colar no local pretendido, sempre verificando se da sua inclusão e posicionamento não resulta a impossibilidade de colocar a figura da forma inicialmente planeada, ou se esta combinação resulta de forma pouco natural e terá que ser revista.

Seguidamente, a superfície superior é coberta por cola, sendo o mais habitual cola branca para madeira, mas que pode ser substituida por cola de contacto, aconselhável caso algum dos elementos a utilizar seja mais pesado e obrigue a uma maior aderência, sendo nessa altura colocados os vários elementos, começando pelos de maior peso e volume.

Desta forma, se houver pedras, obviamente de pequenas dimensões, gravilha e pó, estes devem ser largados nesta sequência, com os elementos de menor dimensão a posicionarem-se entre os maiores, do que resulta uma melhor cobertura, e uma colagem mais forte, independentemente do peso e tamanho dos diversos elementos.
Enviar um comentário