sexta-feira, 5 de junho de 2015

O Afrika Korps da Airfix na escala 1/32 - 1ª parte

Ao contrário dos paraquedistas ingleses que abordamos em textos anteriores, cujas figuras na escala 1/76 e 1/32 eram completamente diferentes, a Airfix optou, na segunda versão do Afrika Korps na escala 1/76, por produzir figuras idênticas na escala 1/32, facto a que a extraordinária qualidade deste conjunto não estará alheio.

Não deixa de ser espantoso que, passadas quatro décadas, este conjunto, na escala 1/76, tenha sido votado o melhor dos que reproduzem forças combatentes na 2ª Guerra Mundial, e, não obstante uma ou outra pequena falha, admitimos que os votantes tenham razão, dada a extraordinária qualidade das figuras que o compõe.

Assim, faz todo o sentido que a Airfix tenha optado por replicar as mesmas figuras na escala 1/32, num conjunto que, na altura do lançamento, era composto por 29 figuras e, na sua versão actual, por apenas 14, mantendo o mesmo número de oito poses, que, infelizmente, são bem menos do que as quinze presentes na escala 1/76.

No conjunto à escala 1/32, a Airfix optou por selecionar as figuras com calças e com o boné de pala, tão típico do Afrika Korps, omitindo todas as figuras que na escala 1/76 tinham calções e o capacete de aço, algo que, não apenas por questões de variedade, mas também de realismo, é um dos defeitos destes produtos da Airfix.

Historicamente, após um período de adaptação às condições do deserto, o uniforme inicial, muito do estilo colonial, que incluía casaco, camisa, botas altas com atacadores e capacete colonial, completamente inadaptado às condições reais, seguiu-se outro período durante o qual se estabeleceu a imagem típica do Afrika Korps, onde a camisa, calções e boné de pala desbotados pelo Sol, constituiram a imagem de marca deste famoso corpo.

Numa fase posterior, face ao crescente número de ferimentos resultantes da escassa protecção conferida pelo uniforme informalmente adoptado, e que era permitido pela hierarquia desde o seu topo, foi proíbido o uso em combate dos calções e dos bonés, que deram lugar às calças e ao capacete em aço típico do exército alemão.

É por esta razão histórica que a combinação da Airfix, não sendo impossível, acaba por ser pouco rigorosa, ao associar, como norma calções a capacetes de aço e calças a bonés de pala, quando devia ser exactamente ao contrário, sabendo-se que, nas condições difíceis do deserto, havia não apenas excepções, como uma falta de uniformização que também resultava das dificuldades de abastecimento que, no final, ditaram o destino do Afrika Korps.
Enviar um comentário