quarta-feira, 5 de agosto de 2015

O Messerschmitt Bf 109 E7 Trop da Airfix - 7ª parte

Com a montagem e pintura concluidas, chega a altura de aplicar os decalques, que devem ser cuidadosamente recortados a partir da folha de suporte, com o mínimo de margem possível sem danificar a impressão, após o que são submersos em água morna e, após soltos, ligeiramente pressionados, deslizando-os para o local pretendido.

Os decalques da Airfix são de boa qualidade de impressão e o formato deste modelo, sem decalques em angulos ou locais pouco acessíveis, facilita a colocação e aderência, pelo que basta pressioná-los no local defenitivo, fazendo sair excessos de água, de modo a que adiram perfeitamente, acompanhando todos os relevos da superfície.

Naturalmente, por imposições comunitárias, foram omitidas as suásticas da cauda, algo comum à maioria dos fabricantes, o que acaba por retirar algum realismo, sendo nossa opinião que este elemento devia ser incluido na folha de decalques, em peças separadas de forma a que apenas quando composto o conjunto este símbolo ficasse perceptível, sendo omitido da caixa, de forma a que não fosse visto inadvertidamente.

É de notar que convém ter alguns decalques extra para, como neste caso, colocar a matrícula, neste caso o número "3" em amarelo debruado a negro, podendo, caso seja essa a opção, usar-se uma suástica negra proveniente de outro modelo ou de uma das inúmeras folhas de decalques preenchidas unicamente com este tipo de cruz e que são vendidas exactamente para completar os "kits" que, por lei, não as podem incluir.

Também é possível "empilhar" as bombas não utilizadas e criar elementos que venham aumentar o realismo da cena, para o que estas têm que ser coladas, no caso das SC250 e pintadas em negro, o que acontecia com as bombas alemãs deste período, podendo, por exemplo, serem coladas sobre uma reprodução e uma placa de madeira, como acontecia muito no deserto, evitando que estas assentassem directamente na areia.

Aliás, era comum usar pranchas de madeira para construir plataformas sobre as quais eram colocados os aviões, sobretudo durante a manutenção ou quando, por exemplo, era necessário levantar a cauda para efectuar algum tipo de operação, o que pode ser feito recorrendo a materiais tão simples como simples paus de gelado, cortados na medida pretendida e colados numa base.
Enviar um comentário