sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Plataforma de calibragem de bússola - 4ª parte

Existem diversas formas de finalizar a plataforma giratória, mas no essencial, a rampa será pintada em cinzento escuro e a madeira em castanho, podendo-se, por uma questão estética, adicionar um pouco de relva ou areia entre as tiras do pavimento, após o que se adicionam as duas placas existentes de ambos os lados da rampa, as quais também são pintadas em cinzento.

Caso se opte por colocar areia ou relva, sugerimos que seja utilizada cola de madeira, que terá que ser aplicada com algum cuidado, para não sujar as superfícies de madeira, pelo que, dependendo da consistência da cola, este poderá necessitar de ser ligeiramente diluída com água e aplicada com um pincel velho, já que, mesmo lavando cuidadosamente, este procedimento não é muito saudável para os pinceis.

Quase inevitavelmente, será necessário proceder a retoques, eliminando o excesso de areia ou relva, retocando zonas de pintura que possam ter sido afectadas pela cola branca, refazendo algumas zonas de transição e, caso assim se pretenda, adicionar alguns elementos, como caixas ou reservatórios de combustível.

Existe a opção de considerar que o projecto fica concluido com a plataforma ou extendê-lo, adicionando o respectivo perímetro, de modo a que seja possível dispor de mais espaço para complementar a maquete, adicionando elementos com algum volume, como veículos, sendo este o caminho que decidimos seguir, por se revelar o mais interessante e oferecer um muito maior potencial.

Assim, com a parte central feita, procedemos à construção do perímetro, o qual, pelas fotos que vimos, podia incluir uma escala graduada, ou ser simplesmente ser marcado com tijolos ou pedras, após o que, essencialmente, era a terra batida das pistas ou zonas de trânsito do aeródromo.

Em primeiro lugar, é necessário ter a base do cenário feita, a qual pode ser um simples rectangulo em plástico, com perto de 22 a 27 centímetros de lado, e que é possível realizar recorrendo a um par de caixas de CD, usando as duas partes exteriores, que serão cortadas de modo a poderem ser coladas entre sí, reforçando a zona de colagem, tal como explicamos numa maquete anterior, recorrendo a tiras de plástico que irão unir as várias peças.
Enviar um comentário