quarta-feira, 11 de novembro de 2015

A camuflagem de Inverno nos aviões - 3ª parte

Quase de certeza que será necessário, nalguns locais, refazer algumas linhas de delimitação dos paineis, em negro, podendo ainda ser preciso efectuar algumas pequenas correcções em zonas onde a tinta base tenha sido indevidamente sobreposta, aconselhando-se, neste caso, a limpar o excesso de tinta branca, se possível ou, caso não se consiga, optar por alguns dos efeitos que reproduzem danos ou envelhecimento.

Assim, em pequenas zonas, como no bordo de ataque das asas, pode ser adicionado um efeito de tinta danificada, que expõe o alumínio, sem brilho, revelando o material de com que o avião é construído, enquanto nas zonas de passeio se pode adicionar alguma sujidade proveniente do calçado e junto das armas e escapes faz sentido colocar algumas zonas escurecidas, como resultado de fumos.

Também é de corrigir ou adicionar alguns detalhes, como pintar de negro algumas entradas que não foram cortadas, por limitações do molde, bem como as linhas, na mesma cor, que delimitam os extensos paineis de controle das asas, talvez o pior defeito deste modelo de "Stuka", por ser um erro demasiadamente evidente e que, num modelo em metal, é virtualmente impossível de corrigir.

Colocar uma tripulação, composta por dois elementos, o que implica descolar cuidadosamente a peça vidrada que cobre o "cockpit", bem como adicionar a antena do rádio, repintar as armas, sobretudo os canos e carregadores dos canhões de 37 milímetros montados sob as asas, são igualmente tarefas simples rápidas, e que melhoram o modelo.

Numa edição com poucos anos, os modelos da Ixo distribuidos pela Altaya eram vendidos por perto de uma dúzia de Euros, completamente montados e pintados, constituindo uma base a ter em conta para modificações e melhoramentos, o que representa um valor competitivo e um menor investimento na finalização, mas cujo resultado, independentemente do esforço, não se pode equiparar ao dos mais recentes modelos em plástico para montar.

No entanto, sobretudo os melhores modelos desta colecção, onde não incluímos este "Stuka", não deixam de ser interessantes e oferecer um bom potencial, sendo mais do que adequados para quem pretenda testar alguma pintura diferente ou para quem pratique jogos de guerra e queira modelos resistentes, capazes de serem transportados e manipulados sem sofrerem danos, algo que, manifestamente, corresponde a estas miniaturas metálicas, que só muito dificilmente se danificam.
Enviar um comentário