quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

O "mundo" da "Flames of War" - 4ª parte

Estas forças de reconhecimento, que podiam incluir militares do Exército ou paraquedistas da Força Aérea, muitas vezes operavam sem blindados, o que permitia uma maior rapidez e capacidade de dissimulação, devendo, sempre que possível, evitar um confronto directo com o inimigo, sobretudo no caso deste dispor de armamento mais pesado.

Os camiões ligeiros "Horch", muito populares nas forças armadas alemãs durante a 2ª Guerra Mundial, fornecidos pela "FoW" em conjuntos de dois, são inteiramente em resina, feitos numa única peça, incluindo uma pequena base moldada em conjunto, pelo que não é necessária qualquer montagem, bastando apenas pintá-los. Muito populares no exército alemão, sobretudo no início da Guerra, as motos BMW R75, a muitas das quais era adicionado um "side car", eram utilizadas sobretudo para reconhecimento ou ligação, sendo um meio extremamente valioso na recolha de informações e como apoio a veículos mais pesados.

Estas motos com "side car" tipicamente transportavam dois tripulantes, um condutor e um operador da metralhadora MG-34 que costumava armar este tipo de veículo, podendo, transportar um terceiro elemento armado com uma arma ligeira, normalmente uma pistola metralhadora MP-38 ou MP-40.

O modelo da "FoW" é em metal, com peças distintas para a moto e "side car", sendo absolutamente colar ambas numa das bases fornecidas, única forma de evitar danos, dada a ligação algo frágil entre os dois componentes e o peso relativo destes, muito superior ao de peças semelhantes moldadas em plástico.

Temos, finalmente, um conjunto de figuras, todas elas em metal, que se destinam a ser agrupadas em bases de diversas dimensões, conforme o seu total e o facto de incluirem ou não uma arma pesada, como uma peça de artilharia, que pode ser de apoio ou destinada a luta anti-tanque.
Enviar um comentário