sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

O "mundo" da "Flames of War" - 5ª parte

O primeiro passo é limpar os modelos, removendo todas as marcas dos moldes, para o que se recorre inicialmente a um bisturí, sendo o trabalho complementado com lixa fina, podendo ser necessário usar um pouco de cola instantânea para tapar pequenas imperfeições, como uma ligeira falha no completo enchimento do molde.

Depois de preparada a base, todos os modelos são pintados em negro acrílico, que servirá de base todo o trabalho de pintura, para o que selecionamos as tintas da "Valejo", complementadas por algumas da "Tamiya", igualmente acrílicas, e por tintas da "Humbrol" para algumas cores metálicas.

Já abordamos em textos anteriores a pintura de unidades alemãs no Norte de África durante a 2ª Guerra Mundial, nomeadamente quando descrevemos algumas figuras e modelos do "Afrika Korps", salientando a forma como a cor base usada pelo Exército, o verde oliva, desbotava, acabando por ficar num tom amarelado que podia chegar ao beije e a um cinzento claro que se aproximava bastante do branco.

Os uniformes da Luftwaffe eram, originalmente, amarelo escuro, pelo que a evolução inicial era diferente, em termos de coloração e de tom, mas, curiosamente, terminava basicamente da mesma forma que os do Exército, altura em que, com excepção das diferenças de corte e insígnias, insignificantes nesta escala, eram virtualmente iguais.

O processo de pintura segue o mesmo das figuras na escala 1/72, podendo ser usadas, por exemplo, as do "Afrika Korps", sendo de notar que o relevo neste tipo de figura em metal é mais profundo e alguns detalhes mais bem defenidos, algo que resulta do tipo de material, que permite uma modelagem mais fina.

Como consequência, algumas das técnicas utilizadas nas figuras em plástico, como o realçar linhas de separação a preto, ou aumentar o contraste pincelando zonas mais expostas com tinta mais clara pode ser total ou parcialmente dispensado, facto que se torna ainda mais conveniente dado o tamanho mais reduzido das figuras em nada facilitar este tipo de retoque.
Enviar um comentário