quarta-feira, 25 de maio de 2016

Os "kits" da Matchbox - 5ª parte

Relativamente aos "kits" de navios na escala 1/720, estes eram do tipo "waterline", ou seja, sem a parte inferior do casco, que fica abaixo da linha de água, uma solução comum a numerosos fabricantes e que, para além de reduzir custos, facilita a inclusão em cenários ou a sua utilização em jogos de guerra, sendo compatíveis, em termos de escala e detalhes com muitos dos modelos existentes no mercado.

Não obstante terem deixado de ser produzidos, com excepção dos que a Revell mantém no seu catálogo, ainda é possível adquirir alguns modelos da Matchbox no EBay ou em "sites" dedicados a venda de produtos de colecionismo, sendo de ter em atenção se os "kits" estão completos e, o que é mais difícil, se as folhas de decalques ainda estão utilizáveis.

Aliás, nalguns casos concretos, os "kits" da Matchbox continuam a oferecer uma qualidade ao nível dos dias de hoje e a serem os únicos que reproduzem alguns modelos em plástico, portanto com um preço acessível, sendo exemplo o conjunto do "Long Range Desert Group", que incluia um "Jeep" e um "Chevrolet", ou a célebre caravana utilizada pelo então general Montgomery, acompanhada por um "Daimler" de reconhecimento, ambos com uma pequena base de exposição, razão pela qual a Revell os mantém em produção.

Apesar de já não estarem ao nível do que de melhor se produz nos dias de hoje, e de a escala 1/76 adoptada para os veículos e figuras ter sido quase abandonada, com a maioria dos fabricantes a optar pela 1/72, restando, essencialmente a Airfix e alguns fabricantes que usam metal, para além de alguns modelos provenientes do Japão, como a Fujimi, os modelos da Matchbox continuam a ter um interesse especial, dada a quantidade de inovações que introduziram num sector então quase estagnado.

A história dos "kits" da Matchbox parece terminada, depois de um período de glória, mas este antigo fabricante continua a ser um marco na indústria, com um papel essencial para estimular um mercado quase inteiramente dominado pela Airfix que, sem concorrência, apresentava poucas novidades, não melhorava a qualidade de forma adequada e podia praticar preços mais elevados do que se justificava, algo que terminou com a chegada de um novo rival.
Enviar um comentário