quarta-feira, 22 de junho de 2016

O Messerschmitt Bf 109B-1/C-1 da Heller - 2ª parte

Quando comparados com os seus concorrentes mais directos, a Heller tinha uma franca vantagem, com os modelos de aviões a apresentar linhas irrepreensíveis, uma gravação impecável, sem recurso a rebites, e um interior francamente sofisticado, que, curiosamente, nunca incluía a figura do piloto.

Ao contrário de outros concorrentes, a Heller produzia a maioria das versões dos Messerschmitt Bf 109 que entraram em combate, começando na B e terminando na K, passando pela C, E, F e G, propondo alguns modelos até então inéditos, como os C e D, presentes na guerra civil de Espanha, e os últimos K, com o "cockpit" pressurizado, todos eles recorrendo a moldes individuais, sem partilha de componentes.

O modelo da Heller sobre a qual nos debruçaremos é o Messerschmitt Bf 109B-1 e C-1, utilizados operacionalmente em durante a guerra civil espanhola, onde já tinha sido utilizada a versão A, e que seria sucedido, ainda no mesmo conflito, pelos D e pelos primeiros Bf 109E, nomeadamente os E-1, que não chegaram, tal como as versões anteriores, a participar na 2ª Guerra Mundial.

Seja por razões políticas e ideológicas, seja antecipando e preparando um conflito em larga escala, a Alemanha envolveu-se na guerra civil Espanhola apoiando os nacionalistas do general Franco contra as forças da república, que contavam com o apoio da maioria dos restantes países, incluindo a União Soviética, e era suportada por largos contingentes internacionais.

Para a Alemanha, Espanha era um excelente cenário para testar novos meios de combate, sem um envolvimento demasiadamente directo, nem assumir muitos riscos, enquanto experimentava novas tácticas e permitia aos seus pilotos ganhar experiência em situações reais, factor que foi determinante nas fases iniciais da 2ª Guerra Mundial.

A força aérea alemã operava em Espanha integrada na "Legião Condor", uma unidade onde alguns dos mais conhecidos ases se iniciaram no combate e que contribuiu em muito para o aperfeiçoamento das tácticas aéreas, para a organização das unidades, e para corrigir erros e melhorar alguns dos modelos de aviões, alguns deles, como os Heinkel He 111 ou os Messerschmitt Bf 109, foram substancialmente melhorados como consequência das lições obtidas durante esse uso operacional.
Enviar um comentário