sexta-feira, 10 de junho de 2016

Os "Mini Kit" da Airfix - 1ª parte

À semelhança de outros fabricantes, como a Bandai ou a Furuta, também a Airfix disponibilizou uma linha de modelos pré-pintados, que apenas requeriam uma montagem simplificada para ficarem concluídos, tendo optado pela escala 1/100, razão pela qual foram designados oficialmente por "Mini Kits".

Foram selecionados alguns modelos de avião que, para além de conhecidos, permitissem diversas decorações, pelo que os "Spitfire", Messerschmitt Bf 109F, P-51D "Mustang", Focke Wulf 190A ou, para citar um avião a jacto, o Grumman F-14A "Tomcat", constituiram a escolha lógica para uma série que acabou por ser composta por poucas referências e ter uma longevidade curta.

No fundo, esta série era muito semelhante aos modelos da Furuta, apenas variando na escala, neste caso a 1/100, contra a 1/144 do concorrente asiático, com cada modelo a receber diversas decorações, o que permitia com um mesmo molde dar origem a várias referências, o que permite, com alguma facilidade, dar origem a uma colecção variada, mesmo que baseada num número restrito de modelos de base idêntica.

Também foram selecionadas decorações de aviões conhecidos, sempre os mais apetecíveis pelos modelistas, sendo exemplo o Messerschmitt Bf 109F com a matrícula "14" em amarelo, pilotado por Hans Joachim Marseille, e no qual este famoso ás alemão acabou por perder a vida.

Cada modelo era constituído por uma vintena de peças pré-pintadas, que vinham em grelhas, tal como os "kits" comuns, pelo que o processo de montagem era similar, se bem que simplificado, bastando seguir umas instruções simples do que resultava um modelo completamente finalizado, sem necessidade de pintura ou decoração extra.

Na verdade, não obstante o reduzido número de peças, que ronda a vintena, mas varia conforme o modelo específico, bem como a decoração vir completa, surgiam outros problemas, nomeadamente nas zonas de colagem das peças onde as linhas de união ficavam demasiadamente expostas.
Enviar um comentário