sexta-feira, 8 de julho de 2016

O "Airfix Boys Book" - 1ª parte

Muitos são os livros escritos sobre a Airfix, alguns deles pelo conhecido fabricante de modelos, outros por autores que, de forma autónoma, mas com o acordo da mais emblemática marca de "kits", escrevem sobre temas tão distintos como o melhoramento de algumas miniaturas até à história da marca.

A Airfix lançou, ela própria, diversos livros, sobretudo numa altura em que o acesso à informação era limitado e a variedade de modelos disponíveis era escassa, obrigando muitos modelistas a transformar ou alterar modelos existentes de modo a contruir aqueles de que necessitava e não estavam disponíveis no mercado.

Este foi o período de livros temáticos, sobre modelos de grandes dimensões, como os "Spitfire" ou os Messereschmitt Bf 109E, que a Airfix produzia na escala 1/24, ou sobre áreas especíticas de modelismo, complementando assim a revista que este fabricante edita e continua a ser um dos traços de união entre os membros do clube que lhe está associado.

O mais recente "Airfix Boys Book" tem uma perspectiva diferente, muito mais revivalista, mantendo que cada modelista, sobretudo os adeptos da marca, continuam a ser os mesmos miúdos que adquiriam os seus "kits" nos já longínquos anos setenta ou oitenta, fazendo-os reviver esse período de ouro do modelismo através de uma obra onde o passado é recordado.

Esta obra de Arthur Ward, tem perto de 24 por 19 centímetros e 192 páginas em inglês, foi publicado pela Ebury Press a 1 de Fevereiro de 2010, tendo o ISBN-10 0091928982 e o ISBN-13 978-0091928988, sendo inteiramente ilustrado, descrevendo modelos antigos deste fabricante, muitos deles, sem dúvida, conhecidos pelos modelistas mais experientes.

O livro começa por descrever as origens da Airfix, bem como enquadrá-la no mercado de então, onde a concorrência estava a cargo da "Frog", de origem inglesa, e da "Monogram" e da "Revell", baseadas nos Estados Unidos, que já produziam "kits" em plástico com a qualidade possível na época e eram populares entre os mais novos.
Enviar um comentário