segunda-feira, 11 de julho de 2016

O "Airfix Boys Book" - 2ª parte

Segue-se todo o longo processo de implementação e de expansão, acompanhado do enquadramento histórico e político que envolvia uma marca que se dedicava a modelos, muitos dos quais militares, num período ainda próximo do último conflito mundial, incluindo na sua produção a representação de muitos dos inimigos de Inglaterra, numa abordagem que foi evoluindo à medida que o tempo ia cicatrizando algumas feridas.

Alguns dos mais antigos "kits" da Airfix são descritos, incluindo-se imagens das caixas na altura do lançamento, muito diferentes das mais recentes pelo seu dramatismo e pela inclusão de elementos cénicos que, nos dias de hoje, nunca seriam tolerados e que incluem, por exemplo, soldados mortos ou cruzes suásticas.

Aliás, as caixas, bem como todo o trabalho artístico da Airfix neste campo encontra-se entre o que de melhor existe, mantendo-se na vanguarda da indústria e merecendo os elogios da própria concorrência, com muitas destas imagens, de excelente qualidade e cheias de dramatismo, embora pecando pela falta de rigor histórico que vai para além da fantasia, a permanecer na memória de numerosos modelistas.

Mesmo fora do mundo do modelismo, entrando pelo desenho artístico e pela ilustração, as imagens que ilustram os "kits" da Airfix continuam a demonstram uma extraordinária qualidade, sendo objecto de estudo e de colecção, com livros inteiros dedicados à sua análise e divulgação, bem como diversos "posters" ou "wallpapers" a reproduzi-las de forma ampliada.

Também numerosos modelos, alguns deles com erros absurdos, como o conhecido SdKfz 234/4 com guarda lamas separados ou o tanque Mk 1, que na verdade é um Mk II com os rodados traseiros, escape e outro detalhes do modelo anterior, para citar dois dos mais conhecidos, ou o conhecidíssimo "Panther" G no Norte de África, onde este carro de comabate nunca combateu, não deixam de estar presentes, lembrando que numa história de sucesso, também estão presentes numerosos erros.

Tal como a nível dos "kits", os livros da Airfix ou sobre esta, têm evoluído substancialmente em termos de qualidade, complementando a produção de modelos e lembrando, ou dando a conhecer aos mais novos, a história de uma marca que tem um papel absolutamente único entre todas as que produzem modelos em plástico para montar, fazendo parte do imaginário de uma imensidão de modelistas.
Enviar um comentário