sexta-feira, 26 de agosto de 2016

O Arado Ar 196 da Airfix - 1ª parte

O Arado Ar 196 foi um dos hidroaviões monomotores mais conhecidos e eficazes utilizados durante a 2ª Guerra Mundial, tendo continuado ao serviço, em funções civis e militares, após o termo do conflito, o que atesta bem a valia do seu projecto e o sucesso do seu desempenho.

Tal como muitas outras marinhas, também a alemã considerou necessário ter, a bordo de cruzadores e couraçados, hidroaviões para reconhecimento e mesmo para algumas missões de ataque, que pudessem ser lançados a partir da catapulta de bordo e amarasse junto do navio, sendo recolhido com recurso a um guindaste.

Quando em 1935 a marinha de guerra alemã considerou que o Heinkel 60 se encontrava obsoleto, abriram-se possibilidades para um novo modelo, que inicialmente foi o Heinkel 114, igualmente um biplano que pouco adiantava em termos de desempenho face ao aparelho a substituir, que deu rapidamente lugar ao Arado Ar 196, que foi utilizado até ao final da guerra.

Concorrendo contra os modelos da Dornier, Gotha e Focke-Wulf, todos biplanos, a proposta da Arado era indiscutivelmente muito superior, mesmo recorrendo a um motor comum a todos os competidores, o BMW 132, de configuração radial, com o desenho do Ar 196 a revelar-se muito moderno e extremamente eficaz para a época, o que o tornou um favorito entre os pilotos.

Após a fase de testes, com modelos com flutuador central e dois flutuadores, e versões para uso a partir de navios e a partir de bases costeiras, os Arado Ar 196 foram evoluindo ao longo da guerra, sobretudo em termos da resistência estrutural, essencial para operações navais, no armamento, no equipamento rádio e em pequenos detalhes, sem nunca romper com a versão inicial, que pouco foi alterada.

Utilizado com grande sucesso e por diversas nações, os Ar 196 celebrizaram-se pela captura do submarino britânico HMS "Seal" e pela destruição de numerosos aviões Armstrong-Whitworth Whitley da RAF, para citar dois exemplos conhecidos, sendo francamente superior aos seus equivalentes operados pelos Aliados, como o Douglas Kingfisher.
Enviar um comentário