quarta-feira, 7 de setembro de 2016

O BT-7 da Zvezda na escala 1/35 - 1ª parte

Não obstante não ser na escala com que habitualmente trabalhamos, por vezes abrimos algumas excepções, e o caso deste BT 7, fabricado na escala 1/35 pela Zvezda, um dos mais conhecidos fabricantes de modelos em miniatura de origem russa, é uma das raras incursões um pouco fora do nosso âmbito mais habitual.

Os BT 7 foram fabricados entre 1932 e 1941 em largas quantidades, ultrapassando as 5.000 unidades, podendo-se considerar como o último de uma longa linhagem de tanques rápidos, com suspensão do tipo "Christie", que podiam circular sem lagartas, antes de o esforço de produção se concentrar no muito mais eficaz T-34.

Armados com um canhão de 45 mm modelo 35 e uma metralhadora DT de 7.62 mm, o BT 7 estava protegido com uma blindagem que ia até aos 13 milímetros nas zonas mais expostas, mas que se ficava pelos 6 onde seria menos provável que fosse atingido pelo fogo inimigo, o que se demonstrou francamente insuficiente, protegendo escassamente os seus 3 tripulantes.

Com uma autonomia de 200 quilómetros e uma velocidade que se aproximava dos 45 quilómetros por hora, mas que em estrada e sem lagartas subia até aos 72 km/h, muito superior ao da grande maioria dos tanques da época, o BT 7 era rápido e manobrável, com o motor M-5 de 400 cavalos a dar boa conta de sí, o que poderia resultar numa vantagem táctica interessante.

Foram construídas diversas variantes do BT 7, com outro tipo de armamento, incluindo um canhão de 76.2 mm modelo 27/32, bem como um canhão de 45 mm mais moderno e eficaz, o modelo 38, e com um aumento do número de metralhadoras, que chegou às 3.

Também o motor foi substituídos por versões mais potentes, a blindagem foi melhorada e a capacidade dos tanques de combustível substancialmente aumentada, com a autonomía a atingir os 700 quilómetros, pelo que a versão modernizada no BT-7, o BT-7M, também designada por BT-8, era um dos melhores tanques ligeiros da sua época.
Enviar um comentário