quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Base aérea em cartão texturado - 3ª parte

Alertamos para o facto de o redimensionamento no Acrobat Viewer ser apenas em termos de visualização no écran, não mudando a dimensão do ficheiro, mas, em contrapartida, algumas impressoras, nas propriedade de impressão, permitem um redimensionamento da imagem, algo que, podendo resolver o problema, não consideramos a solução adequada, dado que fica dependente de um equipamento específico.

Com uma primeira impressão ou visualização em tamanho real, podem-se verificar as dimensões dos elementos principais, estabelecer a sua disposição, sempre tendo em atenção o equilíbrio e funcionalidade dos espaços, e determinar a dimensão da base, bem como o conjunto de outros elementos a adicionar, incluindo-se aqui o estudo dos enquadramentos fotográficos que o cenário pode permitir.

É de notar que é possível usar as dimensões como uma projecção, adaptando-a de modo a rentabilizar os materiais, optando por efectuar marcações directas sobre a superfície que irá ser utilizada, que pode ser desde cartolina a folha de plástico com 1 milímetro de espessura, o que pode implicar diversos pequenos ajustes que, não tendo um impacto substancial no resultado final, podem representar grandes poupanças.

Optamos por experimentar efectuar as marcações referentes aos dois edifícios ou barracões de apoio sobre uma folha de plástico, depois de as planear sobre uma simples folha de papel quadrículado, o que permitiu rentabilizar enormemente o material, sacrificando apenas um par de centímetros no comprimento, algo que não se nota no modelo final, sobretudo porque são sempre introduzidas pequenas alterações decorrentes

do material disponível. Por outro lado, este método permite uma maior flexibilidade, compatibilizando o volume com outros componentes, como portas ou janelas que, sendo adquiridas ou improvisadas separadamente, nem sempre têm as dimensões mais adequadas ao modelo original que resulta de uma ampliação directa, havendo aqui lugar para mais alguma criatividade.

Recorrer a folha de plástico, que pode ser adquirida numa loja de modelismo, implica um aumento no preço, parcialmente compensado pela dispensa da impressão de moldes em cartolina de 160 gramas numa impressora para grandes formatos, já que as dimensões, a menos que reduzidas, excedem uma simples folha A3, o que limita algumas opções.
Enviar um comentário